Psicoterapia

Conheça alguns dos Serviços oferecidos

Psicoterapia Infantil

Psicoterapia para Adolescentes

Psicoterapia para Adultos

Psicoterapia para Idosos

Psicoterapia para Casal

Psicoterapia Familiar

Psicoterapia de Grupo

Psicoterapia Analítico-Comportamental

Ao buscar atendimento psicológico é importante entender qual a abordagem utilizada pela(o) psicóloga(o), se você se identifica com a linha que será seguida pela(o) profissional, e se é a mais indicada para o seu caso.

As técnicas desta abordagem consistem no trabalho da(o) psicóloga(o) em identificar quais são os comportamentos disfuncionais, ou seja, os hábitos e ações do indivíduo que causam sofrimento ou trazem algum malefício a sua saúde. A partir desta análise, o cliente passa a ter mais consciência de si, e o tratamento buscará auxilia-lo a ter mais controle sobre suas ações focando na criação de novos comportamentos.

Durante o processo, a(o) psicóloga(o) ajudará o cliente a entender como e por que determinado comportamento foi estabelecido, além de tratar das consequências de tal atitude. Para isso, faz-se uma análise dos acontecimentos da vida do cliente e busca entender a relação com o modo de agir atual. O passo seguinte é aplicar estratégias que ajudem o indivíduo a buscar novos comportamentos, que variam de acordo com o problema tratado.

Psicoterapia Infantil

A infância é um período de descobertas, de rápidas transformações e experiências desconhecidas. As mudanças cognitivas, físicas e emocionais exigem habilidades que muitas vezes a criança ainda não possui.

Nesse contexto, conseguir corresponder às expectativas dos pais, professores, colegas e familiares pode torna-se um desafio quando a criança não consegue expressar os sentimentos e frustrações por palavras.

Como identificar se o comportamento da criança é considerado esperado para sua idade e contexto ou se é inadequado? Difícil precisar devido às questões culturais e morais que estão presentes no âmbito em que a criança está inserida. Pode ser que a criança apresente um comportamento que em casa não traga prejuízos, porém é visto como um mau comportamento na escola.

Os motivos que levam os pais a buscarem a terapia para seus filhos são bastante diversos, predominando dificuldades de aprendizagem e distúrbios comportamentais.

 

Procure ajuda especializada caso a criança apresente: agressividade; hostilidade; desânimo; problemas em se relacionar; birra; dificuldades para aprender; não consegue se posicionar e se defender; fica ansiosa demais; tem medo excessivo em deixar os pais, ou ao dormir ou ir à escola; fala muito sobre morte; conecta-se com personagens agressivos, que matam, que são vilões; não respeita regras, dita e muda regras dos jogos para benefício próprio; não se importa com os outros; comportamentos ligados à sexualidade, como apresentar fala e gestos sexuais; não consegue fazer uso da imaginação ao brincar; come muito ou come pouco demais; está abaixo ou acima do peso; não tem interesse em se arrumar e se produzir, como por exemplo arrumar o cabelo; é desleixado com os materiais e brinquedos ou é organizado demais; dorme com a luz acesa; faz xixi na cama com frequência; adoece com frequência; falta concentração; entre outras queixas.

A psicoterapia durante a infância proporciona uma vida mais equilibrada, amenizando as pressões do cotidiano, o que resultará em adolescente e adultos mais seguros e satisfeitos.

Psicoterapia para Adolescentes

Na adolescência é comum que haja períodos de problemas e conflitos, e que nem sempre seja possível resolvê-los sozinho.

É uma fase complicada, de muitas mudanças físicas e psicológicas. Nem sempre é fácil para quem está crescendo conseguir se encaixar, lidar com esse turbilhão de emoções de uma forma saudável. Por isso, é natural que apareçam sintomas de ansiedade ou nervosismo, rebeldia, stress e até manifestações mais sérias, como os transtornos alimentares, os quadros depressivos ou os pensamentos suicidas.

A psicoterapia é um auxílio importante da hora de enfrentar as questões que geram mal-estar na adolescência, independentemente da gravidade do problema. Ampliando o autoconhecimento sobre si mesmo é possível desenvolver recursos para melhorar a qualidade das relações com os familiares, no ambiente escolar e auxiliar no caminhar em busca da própria identidade que está em questionamento e construção durante a adolescência.

Psicoterapia para Adultos

A psicoterapia auxilia no processo de autoconhecimento e amadurecimento individual. Nos ajuda a sermos melhores versões de nós mesmos.

Se você já se sentiu sobrecarregada(o) para lidar com seus problemas diários; ansiosa(o), ou triste a ponto de não querer fazer suas atividades mais comuns, então você faz parte do grupo de pessoas que pode se beneficiar do acompanhamento psicoterápico.

O intuito da terapia é tratar problemas emocionais, comportamentais e psicológicos. A(o) psicóloga(o) ajuda a(o) cliente a refletir sobre seus problemas, encontrando novos meios de lidar com eles. Com isso, o indivíduo pode promover mudanças profundas no seu modo de pensar, e melhorar sua vida significativamente.

A psicoterapia é indicada para qualquer pessoa, em qualquer idade, e para 

 

 

diversas situações. Caso perceba que não esteja conseguindo resolver seus conflitos sozinho, conscientize-se da importância da ajuda de um profissional para então enfrentar o que é de difícil solução.

O bom resultado do processo psicoterápico vai depender: da frequência às sessões, da disponibilidade de falar e expressar as angústias e da empatia e confiança estabelecida na relação cliente-psicoterapeuta.

Em geral, as pessoas buscam a terapia pelos seguintes motivos mais comuns:

  • Quando se sente triste por algum período;
  • Quando há problemas que não consegue resolver;
  • Quando tem dificuldades de praticar o autoconhecimento;
  • Quando tem problemas no trabalho, seja por falta de concentração ou relacionamento;
  • Quando está sempre tenso e ansioso pelo que há de vir;
  • Quando pratica atitudes prejudiciais a si próprio e a outras pessoas.

Psicoterapia para Idosos

A terceira idade é uma etapa de questionamentos sobre as escolhas e consequências que ocorreram durante toda a história de vida até o momento atual.

Normalmente as queixas dos Idosos são associadas à solidão e depressão. É comum nessa idade ser invadido por dificuldades de conviver com a perda e com o sentimento de abandono, seja relacionado com o falecimento de pessoas próximas do idoso, com a fragilidade da própria saúde ou com as perdas pela impossibilidade de manter uma vida social ativa, devido acometimentos ocasionados por patologias.

Os filhos casam, a aposentadoria chega e não se pode mais trabalhar. Em alguns casos o luto da pessoa que estava ao seu lado. O idoso passa a não ter mais a vida social que possuía, então se sente deprimido, sozinho, triste ou rejeitado.

 

As intervenções psicológicas ocorrem com a preocupação de valorizar a história de vida do paciente idoso, promovendo reflexões de que a terceira idade também pode ser uma fase produtiva, mesmo com a existência de limitações naturais da idade.

Psicoterapia de Casal

A convivência entre indivíduos diferentes, que têm sistemas de valores e crenças distintos desde seu nascimento, por vezes desafia as habilidades e recursos comunicativos e afetivos do casal.

Cada casal tem as suas individualidades e necessidades, tendo que ser considerado cada qual em sua especificidade. A psicoterapia de casal é um recurso terapêutico que os casais podem buscar quando identificam que precisam de auxílio para lidar com questões que estão interferindo negativamente em seu relacionamento, quando há falhas na comunicação do casal, promovendo brigas e desrespeito contínuo. Assim como, mudanças na rotina devido a chegada dos filhos, excesso de trabalho impossibilitando um contato diário do casal, a existência de desinteresse sexual, traições, silêncios em excessos e desconfianças, distanciamento afetivo e todas as outras situações que tornam a relação desgastantes.

 

A terapia de casal pode ocorrer, também, de forma preventiva, pelo interesse de ambos em melhorar algum ponto específico de suas vidas em comum, dessa maneira, ela pode iniciar antes mesmo que ocorram problemas na relação.

A(o) psicóloga(o) auxilia a identificar suas necessidades e conflitos, atuando como facilitador e mediador do diálogo. A(o) profissional mantém sempre uma postura neutra, impossibilitando que o casal tenha a ideia fantasiosa de que a psicóloga(o) está a favor ou contra o relacionamento, como muitas vezes ocorre, quando o casal vai em busca de auxilio de amigos e familiares.

Psicoterapia Familiar

A terapia familiar é uma forma de tratamento psicológico destinada a abordar questões específicas que afetam a saúde e o funcionamento de uma família. Pode ser usado para ajudar uma família durante um período difícil, uma transição importante ou problemas de saúde mental ou comportamental nos membros da família.

É uma terapia realizada em grupo de modo a construir e desenvolver o diálogo entre os membros familiares e assim auxiliar na resolução de problemas e na conquista de relações respeitosas, harmoniosas e saudáveis.

Problemas comportamentais em crianças e adolescentes, conflitos de geração, conflitos conjugais, uso de drogas, discordâncias em relação à criação dos filhos, quadros de depressão e ansiedade, luto, bulimia, anorexia, questões LGBT, violência doméstica, infertilidade e diversos outros assuntos delicados podem levar a família a procurar a ajuda do terapeuta.

Dentre os principais benefícios, podemos enumerar os seguintes:

  • promover o autoconhecimento em nível individual e familiar;
  • compreender a importância do diálogo e do respeito ao outro;
  • reconhecer os padrões que geram os comportamentos;
  • melhorar a comunicação e as relações entre os membros da família;
  • compreender o papel de cada indivíduo no bom funcionamento da dinâmica familiar;
  • aumentar a responsabilidade pessoal;
  • favorecer mudanças construtivas de forma a harmonizar o ambiente familiar;
  • reunir a família depois de uma crise;
  • criar honestidade entre os membros da família;
  • incutir confiança nos membros da família;
  • desenvolve um ambiente familiar de apoio;
  • reduzir fontes de tensão e estresse dentro da família;
  • ajudar os membros da família a perdoar um ao outro;
  • trazer de volta familiares que foram isolados;
  • e muitos outros benefícios.

Psicoterapia de Grupo

Considera-se Psicoterapia de Grupo qualquer forma de terapia coletiva. Suas ações têm como base fatores como a interação e a comunicação. A psicoterapia de grupo utiliza a interação entre os participantes para promover o bem-estar dos indivíduos.

Geralmente, os integrantes enfrentam problemas semelhantes e tem objetivos em comum, sendo capazes de compartilhar suas experiências e contribuir para o desenvolvimento pessoal dos demais.

Ocorre que um grupo terapêutico não se restringe a um somatório de pessoas. Trata-se de um grupo organizado, com objetivos e tarefas comuns, que possui acordos e funcionamentos próprios e tem uma finalidade terapêutica.

 

 

 

Durante as sessões, as situações que os participantes estão enfrentando são compartilhadas, abrindo espaço para que os demais opinem e sugiram soluções com base em suas próprias experiências. É fundamental que os indivíduos tenham em mente que o espaço terapêutico é um lugar seguro e que todas as questões abordadas são mantidas em sigilo.

Para que esta dinâmica funcione, entretanto, é fundamental que o paciente se identifique com o grupo, que haja respeito, e que os participantes estejam dispostos não apenas a expor seus problemas, mas também a ouvir o que os demais tem a dizer.

 Neste formato de terapia, a(o) psicóloga(o) atua como mediador, realizando intervenções quando necessário.

Um dos benefícios que se pode ter com as sessões é a superação da timidez, por meio do desenvolvimento das habilidades sociais e da capacidade de saber falar e ouvir o próximo.

O indivíduo também pode encontrar o alívio em saber que não está sozinho e que outras pessoas compartilham os mesmos problemas e sofrem as mesmas angústias, se sentindo confortável e acolhido. Outra vantagem da terapia em grupo é a troca de informações que pode despertar novas ideias para o enfrentamento do problema trabalhado. Também podemos citar o autoconhecimento, o fortalecimento emocional, o despertar da compaixão e o sentimento de ajuda por auxiliar no crescimento pessoal de outro indivíduo. É importante ressaltar que a Psicoterapia de Grupo pode ser tão eficaz quanto a Psicoterapia Individual.

Dúvidas?
Entre em Contato!

WhatsApp Chat
Enviar via WhatsApp